domingo, 10 de dezembro de 2017

Centro Recreativo de Tinalhas

Fundação: 1941
Localidade: Tinalhas, Castelo Branco
Modalidades: Futebol e Futsal
Casa: Campo de Jogos Visconde de Tinalhas

É na aldeia de Tinalhas que nasce nos anos 40 umas das mais históricas colectividades da freguesia, esta associação foi iniciada com o objectivo de organizar actividades de recreio e populares.

O futebol aparece somente na década seguinte com o "Tinalhas Futebol Clube" (que mais tarde viria a ser "absorvido" pelo Centro Recreativo que passou a tomar conta do futebol), já nos anos 50 a formação tinalhense realizava jogos amigáveis com outras localidades, tendo nos anos 60 visto ser inaugurado o seu campo de futebol, batizado pelo benemérito Visconde de Tinalhas, num jogo de inauguração com a equipa do Carvalhense Futebol Clube de Aldeia do Carvalho (Covilhã).

A par de outras atividades culturais e desportivas o Centro Recreativo de Tinalhas continuou com o futebol e participa em 1975 no primeiro torneio inter-aldeias, prova onde marca presença depois nos anos de 1985 e 1986. Foi em 1991 que coube a Tinalhas organizar o torneio, tendo a equipa alncançado a final da prova onde viria a perder com Cafede, porém depois do desaire desse ano, vem a vitória em 1993, com Tinalhas a sagrar-se campeã após bater na final o anfitrião Sobral do Campo.

A década de 90 em Tinalhas foi muito intensa em desportivamente, a aldeia vê inaugurado o seu ringue polidesportivo, passando o futebol de 5 a fazer também parte da colectividade com a realização de jogos e participação em torneios. Relativamente ao futebol, a equipa de Tinalhas participa ainda nos inter-aldeias de 1997 e 1998.

Entretanto a colectividade entra inactividade devido a um vazio diretivo, regressando somente em 2003 tendo participado no inter-aldeias desse ano. Desde então o desporto tem-se mantido vivo na aldeia, apesar de haver menos gente, continuam os jogos de futsal com participações em torneios locais, e também o futebol, com recentes participações no inter-aldeias, nomeadamente em 2014, 2015 e 2016.

sexta-feira, 1 de dezembro de 2017

Associação Desportiva Recreativa e Cultural de Pedrógão de São Pedro

Fundação: 1979
Localidade: Pedrógão de S. Pedro, Penamacor
Modalidade: Futebol de 11
Casa: Estádio Tenente Manuel Morais

Sediado na aldeia de Pedrógão de S. Pedro (até 1997 era apenas Pedrógão), é o segundo clube com maior histórico de Penamacor. Fundado em 1979 com as cores azul e branco, as mesmas do Concelho, e apenas como associação de cariz popular, só na época de 1986/87 teve a sua primeira participação no Campeonatos Distrital de Futebol da AF Castelo Branco, após alguns anos a disputar jogos amigáveis contra outras localidades.

Começa por participar na 2ª Divisão Distrital, onde se manteve durante cerca de dez anos, até atingir a subida ao 1ª escalão distrital na temporada 1996/97, após um 2º lugar atrás do clube vizinho de Meimoa. Desde então o clube nunca foi relegado de divisão.

A par do futebol também o futsal teve lugar no Complexo Desportivo de Pedrógão, com a realização de jogos amigáveis. Em 1996 o Pedrógão participou ainda no torneio de futebol inter-aldeias organizado em Aldeia de Stª Margarida. O clube teve até meado dos anos 2000 camadas jovens de vários escalões a participar nos distritais.

Após um bom 4º lugar em 2008/09, foi na época 2009/2010 que o clube alcançou um dos seus melhores resultados no campeonato, ao ficar em 1º lugar na fase regular da competição, porém acabou por perder na fase final de apuramento de campeão para o Águias Moradal. Em 2014 o clube  vê concretizado um sonho de à muitos anos, com a instalação de um relvado sintético no seu campo, melhorando a qualidade da prática do futebol.

Desde então tem se mantido sempre em competição ano após ano, com um misto jovens jogadores da região com elementos mais experientes, o Pedrógão leva mais de 30 anos consecutivos em competição, tendo já alcançado o recorde de equipa com mais participações no campeonato distrital de Castelo Branco, muito por mérito do seu presidente António Pinto que tem liderado a associação ao longo dos últimos anos, um grande feito para uma pequena aldeia, que serve como exemplo a seguir para outros clubes.

sábado, 4 de novembro de 2017

Centro Cultural Recreativo e Desportivo de Carvalhal Formoso



Fundação: 1985
Localidade: Carvalhal Formoso (Inguias), Belmonte
Modalidade: Futsal
Casa: Pavilhão Gimnodesportivo Municipal de Belmonte

É na aldeia de Carvalhal Formoso, povoação anexa da freguesia de Inguias, no Concelho de Belmonte, que se situa uma das já históricas equipas de futsal do distrital de Castelo Branco, a Cecurde (acrónimo pelo qual os habitantes da terra tratam o clube) leva perto de 20 anos a competir no campeonato distrital de Castelo Branco.

Tudo começou no dia 16 de Maio de 1985 quando é oficialmente criado o Centro Cultural Recreativo e Desportivo em Carvalhal Formoso, aldeia que como todos as outras necessitava de uma colectividade local que se encarrega-se da realização dos vários tipo de eventos  que ocorriam na localidade. A nível desportivo a Cecurde começou por ter os típicos jogos de futebol com terras vizinhas que já aconteciam anteriormente na aldeia, mas a paixão pelo futebol de salão, levou a que em finais dos anos 90 o clube se aventura-se com uma equipa federada nos distritais. Primeiro começou por competir no polidespotivo de Carvalhal Formoso, mas depois com as cada vez maiores exigências por parte da FPF e AFCB, a equipa teve de mudar os seus jogos caseiros para o pavilhão de Belmonte, onde ficou com muito melhores condições.

Vão já largos os anos em que a Cecurde rola a bola no campeonato distrital, onde apesar de nunca se ter sagrado campeã, atingiu por algumas vezes os play-off de apuramento de campeão, no seu palmarés constam duas Taças de Honra, conquistadas nas épocas de 2007/08 e 2014/15.
Uma equipa que mesmo sendo de uma terra pequena, demonstra grande coragem e persistência, ao se aguentar ano após ano em competição, sempre com gente da freguesia na equipa.

sexta-feira, 3 de novembro de 2017

Clube Cultural e Recreativo de Ninho do Açor

Fundação: 1977
Localidade: Ninho do Açor, Castelo Branco
Modalidade: Futebol de 11
Casa: Campo de Futebol de Ninho do Açor

Fundado em finais dos 70, quando associativismo  começou a crescer em todas as localidades, o clube foi criado com o objectivo de invectivar a população para atividades desportivas e culturais, visto que a aldeias não possuía nenhum tipo de colectividade.

Começaram então os jogos amigáveis com as terras vizinhas, no campo pelado que já existia há uns anos na localidade, a prática do futebol entre outras atividades, esteve sempre presente na juventude da terra, que tinha já em 1975 participado no primeiro inter-aldeias de sempre , mas a participação em competição só chega em força a partir dos anos 90, com a sua partição no torneio inte-aldeias de 1991, seguem-se novas presenças em 1992, 1993 e 1994, este último com a equipa nidense a chegar ás meias-finais. A equipa regressa à competição em 1999, no torneio organizado pelo vizinho Sobral do Campo, e joga de novo nas edições de 2001, 2003 e 2004.

Desde então a juventude tem feito esporadicamente jogos amigáveis tanto de futebol como de futsal, e actualmente o clube dedica-se mais à organização de atividaedes culturais e de lazer, sendo o campo de futebol usado também nos jogos de solteiros x casados.

quarta-feira, 1 de novembro de 2017

Futebol Clube Estrela de Unhais da Serra

Fundação: 1947
Localidade: Unhais da Serra, Covilhã
Modalidade: Futebol de 11
Casa: Campo das Torgas

Situada em pleno parque natural da Serra da Estrela, fica a vila de Unhais da Serra, cujo clube futebol pediu emprestado o nome. Em em finais do a ano de 1947 seria então fundado o "Futebol Clube Estrela" com o objectivo de incrementar as actividades desportivas na localidade com relevância para o futebol, que já na altura tinha uma certa popularidade.

As primeiras participações oficiais do clube em competições de futebol aconteceram no campeonato distrital em finais dos anos 50, tendo entre 54 e 58 Fernando Cabrita como treinador (em inicio de carreira e que mais tarde viria a ficar conhecida a nível nacional). Apesar de não se sagrar campeã, a equipa chegou a competir na 3ª Divisão Nacional por duas épocas, 56/57 e 59/60,  ocupando a vaga de campeão distrital deixada pelo Benfica de Castelo Branco, que jogava já na 3ª Divisão Nacional mas por falta de equipas na região continuava a jogar também no distrital. Depois do regresso aos distritais o Estrela competiu na FNAT (hoje Inatel) nos anos 60, onde nessa tempo a escassez de equipas levava a que o campeonato distrital não se disputa-se em alguns anos. O Estrela jogava  no Campos das Torgas, um pelado perto da localidade, tendo depois passado para o Campo das Termas onde tinha maior afluência da comunidade.   

Depois de algumas instabilidades, a equipa regressa novamente ao campeonato distrital apenas na época de 1975/76, onde se manteve a competir ininterruptamente até em que na temporada 81/82 foi desprovida para a 2ª divisão distrital, conseguindo novamente regressar ao patamar superior cinco anos depois. Segue-se uma nova estadia na 2ª distrital em 89/90 e em 93/94, época após a qual o clube desiste da competição e onde voltaria a jogar apenas dez anos depois. Nesse período de afastamento do futebol federado o FC Estrela manteve alguns escalões de formação, e também contou com participações em torneios de futsal.

É na época 2003/04 que o Unhais da Serra vê novamente a sua equipa de volta ao futebol, conseguindo a subida para a 1ª distrital logo na época de estreia, patamar onde se foi mantendo com boas prestações até que na época 2006/2007 atinge o maior feito da história do clube ao sagrar-se campeão distrital pela primeira vez, e com a consequente subida à 3ª Divisão Nacional, tendo na época seguindo terminado num formidável 4º lugar não muito distante da subida à 2ª Divisão B, no entanto a equipa viria a ser despromovida na época seguinte. Após dois nos nos nacionais o Estrela vê-se de novo no distrital e agora a jogar numa nova casa, após o Campo das Termas onde jogou durante tantos anos, ter sido ocupado para dar lugar à construção de uma unidade turística, obrigando a equipa a voltar ao velho Campo das Torgas que sofreu obras de requalificação. Pouco durou a estadia no novo campo, visto que essa época de 2009/2010 foi mesmo a última do clube no futebol federado, tendo ficado impedido de se inscrever no ano seguinte por problemas de cariz financeiro.

Actualmente continua a ser a associação mais representativa no que diz respeito às actividades desportivas, de lazer e culturais de Unhais da Serra, no entanto o futebol deixou de ter ser uma referencia da vila.

sábado, 26 de agosto de 2017

Sport Clube de São Tiago



Fundação: 1978
Localidade: Partida (São Vicente da Beira), Castelo Branco
Modalidade: Futebol de 11
Casa: Campo de Futebol da Partida

A Partida é uma aldeia anexa da freguesia de S. Vicente da Beira, no Concelho de Castelo Branco, e como em todas as outras terras, o futebol sempre foi um gosto comum dos mais jovens. A prática desta modalidade começou nos anos 50, quando o fenómeno futebolístico se começou a popularizar na região, os homens da Partida ao verem os jogos amigáveis que se realizavam entres as suas terras vizinhas, quiseram também começar a entrar nessas andanças.

Foi em finais de 1954 que os rapazes da Partida fizeram um peditório pelo povo, para assim comprarem onze camisolas e uma bola, terraplanaram o campo de futebol (mais tarde inutilizado), e convidaram o Sobral do Campo para o seu jogo de estreia, que terminou num empate a zero. Duas semanas depois foi a vez da equipa da Partida ir jogar ao Sobral, onde perdeu por 4-3, o que fica por contar desse jogo, do qual ainda se sabia pouco, foi a anulação de um golo da Partida que levou à interrupção do jogo durante 20 minutos e à expulsão do árbitro, pela policia local, depois o Regedor assumiu ele próprio a orientação do jogo, mas por desconhecer as regras do futebol, a equipa do Sobral até acabou com 12 jogadores em campo.

O associativismo na aldeia da Partida aparece apenas nos anos 70, apesar de nas décadas anteriores sempre se ter jogado futebol em jogos amigáveis, foi em 1978 que se constituiu o Sport Clube de São Tiago, em homenagem ao padroeiro da terra, no entanto já a Partida tinha participado na estreia do torneio inter-aldeias em 1975, onde acabou por não passar da fase de grupos, o mesmo resultado obtido na participação seguinte em 1993, no inter-aldeias organizado no Sobral do Campo, seguem-se depois mais duas representações da equipa da Partida nos torneios de 2001 e 2003.

Apesar disso a Partida como aldeia mais populosa da freguesia (atrás da sede), sempre teve juventude para realizar jogos amigáveis, já num novo campo com balneários situado na entrada da localidade, actualmente o clube encontra-se inativo, e o campo de futebol recebe apenas de vez em quando o jogo de solteiros x casados, mas também jogos tradicionais como o jogo da malha, demonstrações de pára-quedismo e outros convívios.

domingo, 6 de agosto de 2017

Grupo Desportivo de Vales do Rio

Fundação: 1974
Localidade: Vales do Rio, Covilhã
Modalidades: Futebol e Futsal
Casa: Campo da Portela Polidesportivo de Vales do Rio

É em ano de revolução que é fundado na aldeia serrana de Vales do Rio, este grupo desportivo, que tinha como objectivo principal oferecer uma oportunidade aos jovens da terra, para que pudessem ocupar de alguma forma os seus tempos livres, a colectividade cedo começou a iniciar a sua prática desportiva dando uso ao campo pelado da Portela, que na época 1978/79 se viria a estrear no Campeonato Distrital de Futebol, na altura numa divisão única.

A equipa viria a ser relegada para a 2ª Divisão Distrital na época seguinte, e viria a subir novamente em 1982/83, descendo depois na época seguinte, o primeiro titulo do clube surge na temporada de 1987/88 com a equipa a conseguir uma nova subida para a 1ª Divisão Distrital, e desta vez sagrando-se campeã da 2ª Divisão. O clube faria do futebol tradição, mantendo-se depois a competir na 2ª Distrital por alguns anos, destacando o 2º lugar obtido em 1989/90, que deu acesso à participação na Taça de Portugal na época seguinte, onde o Vales do Rio foi eliminado na 1ª ronda pelo Vilarense.

No início de 1992 começaram as obras de reconstrução do clube, com o apoio da Câmara Municipal da Covilhã, tendo a assim a terra visto ser inaugurado o seu pavilhão polidesportivo, que ajudou não só ás atividades desportivas do clube, mas também aos eventos da população em geral. É por esta altura que o "futebol de salão" começa a ganhar mais popularidade, e também em Vales do Rio se inicia prática da modalidade, paralelamente com a equipa de futebol que continuo a competir a nível federado até à época de 1993/94, ano em que a equipa terminou por motivos de ordem financeira.

Vales do Rio continuo com o futebol e futsal de maneira amadora, até ao regresso ás competições federadas na época 2000/2001, com a inscrição da equipa de futebol na 2ª Divisão Distrital, esse regresso ao futebol termina na época 2002/2003. Por essa altura outras atividades desportivas se desenvolviam no clube, nomeadamente o futsal que na época seguinte à extinção do futebol, teve também ele a sua estreia em distritais, sucesso que se confirmaria logo no seguinte com o Vales do Rio a sagrar-se campeão distrital de futsal da época 2004/05. No ano seguinte o clube participa na Taça de Portugal e compete na IIIª Divisão Nacional de Futsal, porém essa foi a última temporada do futsal sénior federado do clube, visto anos mais tarde viria ter participações de camadas jovens.

Atualmente é das colectividades desportivas mais ativas em todo o Concelho da Covilhã, com a realização e participação de vários eventos, onde se continuam a incluir o futebol e futsal amador, tendo a a sua direcção intenções de entrar nos próximos anos, de volta ás competições federadas.