sábado, 20 de maio de 2017

Associação Cultural e Recreativa Juncalense

Fundação: 1975
Localidade: Juncal do Campo, Castelo Branco
Modalidade: Futebol de 11
Casa: Campo de Jogos de Juncal do Campo

Esta colectividade nascida no pós 25 de Abril, vem dotar a freguesia de um meio dinamizador que reúne todas as atividades de carácter social e desportivo, neste último onde já se praticava a modalidade de futebol à alguns anos. Foi precisamente em 1975 que se organizou o primeiro torneio inter-aldeias de sempre, e onde o Juncal do Campo foi um dos participantes, competição que de resto o Juncal acabou por ser um dos históricos, com inúmeras participações. O regresso ao inter-aldeias dá-se em 1985, (em Salgueiro do Campo) com a equipa juncalense a atingir os Quartos-de-Final após um 3º lugar na fase de grupos.

A incursão da Juncalense no futebol distrital acontece na época 1987/88, com a equipa a competir ininterruptamente durante cinco anos na 2ª Divisão, até atingir a subida à 1º Divisão em 1991/92 com o 2º lugar, terminando a sua participação em distrital na época seguinte.

Pelo meio dessa aventura nos distritais, a Juncalense foi ainda ao inter-aldeias de 1989 (no Palvarinho), onde voltou a repetir exactamente o lugar da sua participação anterior, um 3º lugar na fase de grupos e chegada aos Quartos-de-Final, depois disso a equipa participações regulares no torneio, nomeadamente em 1994, 1997, 1998, 1999, 2000 (foi a equipa organizadora), 2001, 2003 e 2004.

Fora o futebol, o Juncal tem também a pratica regular de futebol de 5/futsal, com a organização e participação em torneio na zona, atualmente realiza também actividades socais e culturais, com o futebol a ocupar sempre um destaque especial com jogos amigáveis.

sábado, 6 de maio de 2017

Centro Recreativo e Popular Águias de S. Miguel da Sé

 Fundação: 1950
Localidade: Castelo Branco
Modalidades: Futebol de 11
Casa: Estádio Municipal Vale do Romeiro

O Águias de São Miguel da Sé é um dos clubes históricos da cidade de Castelo Branco, entretanto já desaparecido. Os seus fundadores começaram por se reunir no final dos anos 40 numa sala duma tasca situada na Rua da Sé, perto da Igreja de S. Miguel, mais conhecida como Sé Catedral de Castelo Branco, que viria a dar o nome à associação. Já nos anos 50 a colectividade ganhou mais autonomia e instalou-se na sua primeira sede na rua Ruivo Godinho (perto do Conservatório), e nos anos 60 mudou-se para a sua sede definitiva, na rua 5 de Outubro, (paralela à Avenida Humberto Delgado), local onde começou a desenvolver a sua actividade, e onde se tornaria numa das equipas de futebol mais conhecidas da cidade.

O Águias de S. Miguel da Sé nunca esteve federado na Associação de Futebol de Castelo Branco, mas teve a sua equipa inscrita no antigo campeonato Inatel onde competiu durante muitos anos, tendo em 1974 ganho a Taça do Trabalhador, prova organizado pelo Inatel cuja final se realizou na Covilhã. Apesar de ser uma equipa amadora, por ela passaram muitos jogadores que viriam mais tarde a jogar no Benfica de Castelo Branco, sendo o seu auge futebolístico as décadas de 60 e 80, tendo a associação depois ganhou mais notoriedade na modalidade de atletismo.

Nos anos seguintes o Águias de S. Miguel da Sé, já longe do fulgor doutros tempos, esteve mais parado e apenas no inicio do milénio voltou ao futebol, com duas participações consecutivas no torneio inter-aldeias, nomeadamente 2003 e 2004 onde a equipa não passou da fase grupos. No ano seguinte de 2005 dá-se a extinção repentina da colectividade que fica agora na memória como um histórico do associativismo albicastrense.

sexta-feira, 5 de maio de 2017

Associação Recreativa e Cultural de Oleiros



Fundação: 1976
Localidade: Oleiros
Modalidades: Futebol de 11
Casa: Estádio Municipal de Oleiros

Na vila de Oleiros, zona do pinhal interior sul nasceu a meio dos anos 70 aquela que viria ao longo do tempo a tonar-se numa das principais colectividades no Concelho do qual é sede. Como a sua designação indica, o recreio e a cultura eram os seus objetivos principais, a par da atividade desportiva que desenvolveu mais tarde, tendo a pesca e o atletismo sido modalidades que o clube promoveu.

O futebol estava já presente na vila com os típicos jogos entre terras vizinhas, e até participações no inter-aldeias, nomeadamente na primeira edição de todas em 1975, e também no torneio de 1978 realizado no Estreito pelo Águias do Moradal, ano esse em que houve uma grande participação de equipas do concelho, como o Oleiros, Estreito, Orvalho e Mosteiro, entre outras da região.

O futebol federado chega na época de 1986/87, onde a equipa se estreou na 1ª Divisão Distrital, e onde se manteve durante cerca de 40, apenas com uma estadia de duas temporadas na 2ª Divisão Distrital pelo meio. Ao longo desse percurso a equipa teve alto e baixos em termos de resultados, com algumas época a conseguir o 3º e 4º lugar, também o futebol formação foi até inícios dos anos 2000 uma aposta do clube tendo formados muitos jogadores que viria a joga na equipa principal.

Mas foi apenas na temporada 2015/16 que a ARCO atingiu o seu auge futebolístico, ao realizar uma época brilhante que culminou num 2º lugar sem sofrer qualquer derrota, e a apenas a dois pontos do campeão distrital Sporting da Covilhã B, que acabou por prescindir da subida aos nacionais, cabendo ao Oleiros preencher a vaga, e conseguir a primeira subida da sua história no ano do seu 40º aniversário. A época ficou ainda marcada também pela conquista do seu primeiro titulo, ao vencer a Taça de Honra, com a vitória na final sobre o Sporting da Covilhã B.

A ARCO representa agora a vila de Oleiros no Campeonato Portugal, onde conseguiu a manutenção e continua a fazer história na sua participar em provas nacionais.

terça-feira, 28 de março de 2017

Associação Recreativa de Aldeia Nova do Cabo

Fundação: 1977
Localidade: Aldeia Nova do Cabo, Fundão
Modalidades: Futebol
Casa: Campo do Cabeço da Velha

Fundada no final dos anos 70 esta colectividade veio colmatar a inexistência de uma entidade que organizar-se actividades desportivas, culturais e sociais em prol do povo da aldeia. O futebol já era costume na terra, com os populares jogos de solteiros x casados, mas também praticado de forma amadora com aldeias da vizinhança, no campo de futebol pelado que se situa no lugar de Cabeço da Velha, nos arredores de Aldeia de Nova do Cabo.

O futebol federado surge apenas a meio da década de 90, com três temporadas consecutivas, nomeadamente da época 1992/93 até 1994/95 em que a equipa, maioritariamente constitutiva por jogadores da terra, competiu na 2ª Divisão Distrital, conseguindo modestas classificações. Posteriormente a colectividade federou-se novamente com a designação de "Associação dos Amigos da Aldeia Nova do Cabo", onde competiu em camadas jovens.

Nos últimos anos a associação tem participado em torneios de futsal na região, a par das actividades que desenvolve noutras áreas

segunda-feira, 20 de março de 2017

Sport Clube Sobreirense


Fundação: 1925 (aproximadamente)
Localidade: Sobreira Formosa, Proença-a-Nova
Modalidades: Futebol de 11
Casa: Campo de Futebol Sobreira Formosa

Fundado nos inícios do século passado o "Sport Club Sobreirense" situa-se na histórica vila de Sobreira Formosa perto de Proença-a-Nova, dada a realidade social da altura, a coletividade, sendo umas primeiras a surges na zona, começou por realizar apenas atividades recreativas, sendo que o futebol na localidade aparece apenas nos 60, data em que surgiu a Casa do Povo de Sobreira, que apesar da existia do Sobreirense, foi quem "representou" no futebol do inter-aldeias.

A primeira participação da equipa da Sobreira Formosa no torneio Inter-aldeias dá-se em 1981, na altura organzado pela Associação Desportiva e Cultural de Proença-a-Nova, competição que reuniu na sua maioria equipas do Concelho, da quais a equipa de Montes da Senhora que entrou como sendo uma delegação da Casa do Povo de Sobreira Formosa, no final foi Vale de Cardigos que se sagrou campeão.

No ano seguinte de 1982, é novamente a ADC Proença-a-Nova que organiza o torneio, novamente na sua maioria com equipas do Concelho, tendo a equipa da Casa do Povo de Sobreira Formosa sido a vencedora da competição. Essa foi a última prova inter-aldeias em que a Casa do Povo participou, tendo nos anos seguindo sido o SC Sobreirense a "tomar conta" do futebol na vila, com a participação em torneios locais e jogos amigáveis com terras vizinhas, no ainda hoje campo pelado.

Nos últimos o Sobreirense "herdou" as instalações da Casa do Povo, sendo autalmente o prinicpal dinamizador desportivo da localidade organizando muitas outras atividades, e mantendo-se como o clube histórico de Sobreira Formosa.

quarta-feira, 15 de março de 2017

União Desportiva de Aldeia de Santa Margarida

Fundação: 1980
Localidade: Aldeia de Santa Margarida, Idanha-a-Nova
Modalidades: Futebol
Casa: Campo de Jogos António Vaz Sarafana

Foi ainda a meio do séc. XX, na década de 50, que a juventude desta aldeia raiana começou a demonstrar interesse no futebol, para o fazer começaram por usar o terreno nas traseiras da escola primária, até que já no final dos anos 50 o conhecido Dr. Francisco Rolão Preto, ofereceu o actual campo de futebol de terra batida, a partir do qual se começarem logo a fazer jogos com as terras vizinhas.

Anos mais, no dia 30 de Maio de 1980 é então constituída a "Associação Cultural e Desportiva de Aldeia de Santa Margarida", que tinha como principais objectivos a promoção cultural, desportiva e recreativa dos seus associados, e da população local. A associação começou com as modalidades de atletismo, cicloturismo, ténis, tiro ao prato, e claro o futebol de 11.

Foi depois inaugurado em 1983, o Campo de Jogos António Vaz Sarafana com a renovação do antigo campo, que passaria agora a servir também de recinto das festas, tal equipamento contou dois anos mais tarde com a construção de um ringue polidesportivo que possibilitou a prática do futebol de 5 na aldeia.

Dentro dos muitos torneios que a associação organizou, destaca-se o torneio inter-aldeias de 1988, prova que decorreu em Aldeia de Stª Margarida, e em que participaram maioritariamente equipas da zona de Idanha-a-Nova e Penamacor. A nível de participações a equipa  de Aldeia de Stª Margarida marcou presença no inter-aldeias de 1996, competição que venceu juntando a outros troféus que a equipa de futebol daquela geração conquistou.

Em 1997 os dirigentes da Associação Cultural e Desportiva de Aldeia de Santa Margarida resolveram, por questões organizacionais, criar uma nova entidade, denominada "União Desportiva de Aldeia de Santa Margarida". Esta colectividade, embora tenham mantido os mesmos objectivos da anterior e cumprido todas as formalidades para funcionar legalmente, não tem registado, até ao momento, qualquer actividade. Estando o futebol e o desporto da aldeia ditados ao abandono, causado pela desertificação, sendo o campo de futebol recebe apenas um jogo por ano, o "tradicional" Solteiros X Casados, onde alguns dos casados que pisam o terreno, pisaram-no em tempos de juventude jogando pela a camisola da associação.

sábado, 11 de março de 2017

CEPA - Centro Educativo e Popular de Alpedrinha

http://photos1.blogger.com/blogger/6335/579/1600/Alpedrinha.jpg
Fundação: Anos 60
Localidade: Alpedrinha, Fundão
Modalidades: Futebol e Futsal
Casa: Campo de Futebol de Alpedrinha / Polidesportivo de Alpedrinha

No Concelho do Fundão, mais propriamente na zona Sul, em plena Serra da Gardunha, situa-se a vila histórica de Alpedrinha, também apelidada de "Sintra da Beira" do qual o futebol faz jus à mesma fama.

O desporto na vila em 1925, por iniciativa de Francisco Ribeiro Passos, que se formou uma sociedade de recreio intitulada "Foot-Ball Club Cintra da Beira", cujo fim era unicamente proporcionar aos associados treinos de futebol e jogos com outros grupos de terras vizinhas. Após vários esforços conseguiram um campo próximo da Estação do Caminho de Ferro que dura até aos dias hoje. Em 1926, devido a desavenças entre sócios, este grupo fraccionou-se, tendo os seus membros formando novos grupos, mais virados para outras áreas que não o desporto.

Apenas anos mais tarde apareceu o CEPA - Centro Educativo Popular de Alpedrinha, que de entre as muitas actividades que dinamizou, o desporto foi a que ocupou o principal lugar, começando por organizar torneios de futebol, de futebol de salão, entre outras, cada vez com melhores condições como o ringue polidesportivo ou o pavilhão do colégio da terra. O CEPA foi a principal coletividade desportiva de Alpedrinha durante mais de trinta anos, até desaparecer em inícios dos anos 2000.

Depois disso coube ao Teatro Clube de Alpedrinha manter vivo o desporto na vila, e assim começou juntamente com a juventude alpetriniense, a organizar e participar em torneios de futebol e futsal, dos quais se destaca a presença no Inter-aldeias de 2007 em Atalaia do Campo.

Actualmente o desporto mais praticado é o futsal, com a terra a participar em torneios da região apoiada pela Junta de Freguesia de Alpedrinha.